Meio Ambiente marca final de semana em Uberaba

Nos dia 25 e 26 de março, o tema sobre meio ambiente foi abortado na cidade. Na sexta-feira, a Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), realizou a aula inaugural da disciplina Educação Ambiental, voltado aos acadêmicos do clico comum das licenciaturas, com uma palestra sobre o mesmo tema, articulada pela referência no assunto, Dra. Marlene De Muno Colesanti. No sábado, aconteceu pelo terceiro ano consecutivo no Brasil, o movimento mundial organizado pela Rede WWF, “A Hora do Planeta”, que consistia em desligar às luzes por uma hora, sendo aderido por parte da população e empresas.

De acordo com as informações da WWF, o Brasil repetiu o sucesso e bateu recorde na “A Hora do Planeta”, alcançando a participação de 20 capitais em um conjunto de 123 cidades, além de 1.948 empresas e organizações. Este é o trabalho de mobilização mundial e de educação ambiental, que busca atingir todos os habitantes do mundo para que construam uma consciência crítica sobre a problemática ambiental e o aquecimento global. No ano passado, 98 cidades participaram do movimento.

Marlene De Muno, avaliou que a população do mundo deve pensar no futuro do planeta, para garantir às gerações atuais e as futuras os recursos naturais. “É pensar exemplo, em diminuir o consumo de energia e de água, para que nós possamos ter alguns 100 anos de planeta terra”, complementa.

Para ela, a iniciativa da WWF é surpreendente, porém não são todas as pessoas que ficam sabendo da iniciativa, devido à falta de divulgação nos veículos de comunicação, como na TV. “Eu acho que as pessoas podem fazer esta ação uma hora por dia. Isto diminui muito o consumo de energia no planeta. A cada diminuição de consumo a gente vai para frente podendo ter mais energia”, destaca.

Durante a palestra, Marlene lembrou que o meio ambiente está em tudo e cercando os seres humanos. Porém, durantes anos, a sociedade errou na utilização dos recursos naturais, provocando grandes impactos à natureza. Para ela, as pessoas devem praticar o consumo consciente e adquirir produtos com certificação, como no caso da madeira. Além disso, ela abordou a utilização das sacolas retornáveis, para diminuir o consumo de sacolas plásticas, tendo em vista o tempo para decomposição.

Segundo Marlene, no mundo é utilizado aproximadamente 1 milhão de sacolas plásticas por minuto. Desta quantidade, 80% são utilizadas apenas uma vez. E também, devido ao plástico, animais marinhos e rebanhos bovinos (cerca de 4%) morrem por causa da ingestão.

A Hora do Planeta. No mundo, monumentos históricos como a Torre Eiffel (França), Portão de Brandemburgo (Alemanha), Edifício Taipei 101 (Taiwan), Partenon (Grécia), Igreja de Hogalid e arena Ericsson Globe (Suécia), desligaram as luzes, como proposto. No Brasil, o Monumento das Bandeiras, em São Paulo, a Estátua do Cristo Redentor e o Arcos da Lapa, no Rio de Janeiro, também tiveram suas luzes desligadas. Em Uberaba, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semat), enviou e-mails para as pessoas da cidade, buscando sensibilizá-las e mobilizá-las para aderirem ao movimento.

Para conferir as imagens da "A Hora do Planeta", no Brasil e no Mundo, acesse: http://noticias.uol.com.br/album/110326horadoplaneta_album.jhtm .

0 comentários:

Postar um comentário